Inseminação Artificial Intra-Uterina

Data: 
sexta-feira, 9 Março, 2012 - 12:01
Inseminação Artificial Intra-Uterina

Também conhecido como inseminação artificial, o processo é o mesmo que o da indução da ovulação em termos de medicação e acompanhamento, porem, no período mais fértil da mulher o homem realiza a coleta do sêmen no consultório o qual será preparado no laboratório.

O material preparado contendo os melhores espermatozóides é colocado dentro útero utilizando-se um cateter. A fertilização nesse caso ocorre dentro das trompas. É um procedimento simples, indolor e não requer anestesia.Estudos mais recentes indicam melhores resultados quando a inseminação coincide com a ovulação induzida através do uso de hormônios indutores da ovulação (gonadotrofinas) e do HCG que programa a ruptura do(s) folículo(s). É importante, porém, que seja feita também a  monitorização do ciclo através da ultrassonografia seriada (3 a 4 exames) para se otimizar os resultados e evitar a produção de muitos óvulos, aumentando o risco de uma gravidez múltipla.

Taxas de sucesso por tentativa: Varia em torno de 15 a 20%.

Parceiros

     

 

Dra. Daniella S. Castellotti

CRM-SP 76.932

R: Groenlândia, 538 - Jd. América
01434-000 - São Paulo - SP
Tel. (11) 3051.8442

Fale Conosco